background

terça-feira, 26 de junho de 2012

Beijing parte 3 - Praça Celestial e Cidade Proibida

Chegamos exaustos ao hotel e tudo que queríamos era dormir para recarregar as energias, pois dia seguinte seria dia de passeio! Oba! Mas como nada é perfeito tem o problema do fuso horario.
Imaginem a bagunça que isso faz no nosso relógio biologico: janta no lugar do café da manha, almoço no horario brasileiro que vira uma ceia no meio da madrugada! E pra piorar acordar no horario meio brasileiro aind: as 4 da matina já não estava com um pingo de sono!! 

E para aproveitar o dia, aproveitei para correr levinho pela larga calçada da avenida 
Passeei por 5 km nesta grande avenida, observando como a rua era limpa e sem buracos. Ao lado da calçada, na parte da rua, havia uma faixa exclusiva para motocicletas e bicicletas. Tão "igual" a São Paulo...
As ruas de Beijing sempre muito arborizadas e com jardim cuidados.   

Isso sim é calçada. Totalmente acessivel, os deficientes agradecem! 
E claro, depois da corridinha matinal nada melhor que tomar um café da manha caprichado e típico ne?

No hotel, tinham muitas e muitas opções de comida matinal tipica. Coisas que os ocidentais achariam que fosse um almoço. Macarrão, verduras refogadas, saladas, picles, paezinhos assados no vapor, ovo...Gostei bastante do leite de soja feito na hora, ainda quentinho. Que sabor! Nada parecido com aqueles que compramos de caixinha, nada mesmo!

Ainda tinha uma ilha no meio do salão onde um garçom fazia sucos na hora. De todo tipo, com verduras também. Sempre tomava a sopa com wantan ( capeleti chines ) bem levinho e comia os baozis. Nada de pão ocidental, não era bom.

Café da manhã tipico! 

Baozi doce ( com azuki/anko ou doce de feijão ) e salgado ( verduras e cogumelos )

Congee ou arroz cozido em muita agua. Este parecia integral! 

Doces ocidentais e um tipo de churros bem leve.

O pé direito do salão era enorme.
Depois do café da manha, city tour!
Conhecemos a Praça Celestial, onde havia uma fila interminavel para ver o corpo embalsamado de Mao Tsé Tung e muita muita gente turistando. Muitos chineses curiosos bisbilhotavam os grupos de estrangeiros. Alguns até bem atrevidos entravam no meio da rodinha e alguns tiravam fotos!
É gente, chines é muito curioso.

Minha turma da maratona.

Praça Celestial: a 3a maior praça do mundo

Ao lado da Praça ficava a entrada da Cidade Proibida.
Mesmo estando junto com o grupo, nossas caras asiaticas e mais chinesas que nunca, nos confundiam como fora de nosso grupo. Muitas vezes, nos barravam para entrarmos junto com os chineses! Daí tinhamos que colar no nosso guia Tony. Só ele para explicar em chines que faziamos parte da turma de estrangeiros!

Entrada da Cidade Proibida



Uma dos pátios de entrada da Cidade Proibida
Leão guardião


Impressionante as pinturas dos porticos e estruturas em madeira. E todas de encaixe, nada com pregos! 



Costume local: todas as crianças pequenas não usam fraldas! Seja frio ou calor, usam uma calça com uma fenda para fazer as necessidades em qualquer lugar. Sim! Em qualquer lugar! Onibus, metro, rua.... bom, de certa forma é ecologicamente correto. 


relogio de sol marcava a hora certinha!


Animais guardiões nos telhados
Num dos jardins, pedras foram trazidas de outra parte da China para decorar. Com formatos tortuosos formavam um tipo de labirinto interessante.




Paramos para almoçar num grande restaurante turistico. Muitos pratos diferentes com vegetais, frango, porco e o principal: Pato de Pequim! 
Como estava sentada com a turma da excursão, não consegui fotografar os pratos. A mesa em que estavamos era daquelas rodondas com prato giratório ao meio, como podemos observar em muitos restaurantes chineses grandes em São Paulo como o Chi-Fu. 
Os diversos pratos bem caprichados eram postos na mesa assim que eram prontos. A culinária de Beijing é forte, gordurosa e apimentada. Não se parece nada com que estamos acostumados a comer por aqui. E como é gostosa e variada! 

Tirando as lascas de carne e pele 
Continua...

4 comentários:

  1. Ô meu Deus, mas agora que estava ficando bom! rsss
    Que loucura esse negócio das crianças não usarem fraldas! Os pais limpam depois???
    To be continue...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs!!
      Eu também fiquei chocada com esse costume deles! Acho que devem limpar, mas não cheguei a ver este detalhe! rsss
      bjo

      Excluir
  2. Olá Inessa,
    Engraçado que aspectos como ruas limpas e sem buracos, calçadas decentes, faixas para bicicletas e jardins bem cuidados chamam tanta nossa atenção quando estamos longe daqui. Pelo menos para mim sinto muita falta disso! Além da segurança tb...

    O café da manhã oriental é sempre caprichado né? Para os ocidentais é praticamente um almoço. Mas confesso que não tenho esse lado oriental pois não consigo comer muito de manhã...rs...eu inverto tudo e sempre tenho mais fome na hora da janta...

    Que fato curioso esse das crianças não usarem fraldas. Mas é comum encontrar "surpresas" no meio do caminho?

    Os lugares que você visitou são muito bonitos!

    Abs,
    Carlos

    ResponderExcluir
  3. Ola Carlos!
    Olha, eu encontrei uma vez uma "surpresa" no metro. Mas fiquei sabendo que podemos encontrar no onibus também!

    Realmente o café da manha oriental é uma refeição! Eu também não aguento comer tanto assim de manhã...

    Abs.

    ResponderExcluir

Leia estes aqui também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget