background

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Restaurante Sushi Guen

Jantar de sábado foi japonês.
Desta vez quem estava com vontade da culinaria niponica era Beto, eu na verdade estou com bixo de arabe, mas ta bom! Fica pra proxima...

Depois de procurar na internet, algum lugar legal que não tinhamos ainda visitado, resolvemos ir no Sushi Guen ( nao achei site deste restaurante ) que fica na Paulista, numa galeria escondida. Sempre que passo por ali nunca percebi que havia este lugar!

Para entrar, tem que tocar no interfone e eles abrem. Entrando, vê-se lojinhas do lado direito e do esquerdo ficam 3 restaurantes, uma hamburgueria, e dois japoneses. ( ou seriam 3 ? ) o vizinho ao Sushi Guen é de yakitori que quero experimentar depois.

Entramos e percebe-se que é tipico japones.
Salinha do balcão e sala com mesas, pequeno mas aconchegante.
Não vá com pressa, pois a comida demora um pouco para chegar a sua mesa! Mas em compensação é bem feita.
Especialidade da casa: tirashi zushi, fica pra proxima, resolvemos pedir algo mais quente!

Pedimos sem saber do tamanho dos pratos, muito bem servidos:

-Yakisoba tradicional: macarrão lamen crocante, coberto com muitos vegetais e molho. Dá pra duas pessoas ou pra uma pessoa com muita fome. Acompanha missoshiro com vongole.

-Tataki de peixe serra: peixe fresquinho que derretia na boca. Apresentação bem legal!

-Tepan de yasai: legumes refogados na manteiga. Nao fico sem!

-Tepan de anchova no teriaki: posta veio generosa só pra mim! De acordo com a moça que nos serviu, a posta normal era metade do que veio no meu prato! Tava uma delicia, peixe com casquinha crocante e bem molhadinho...acompanhou missoshiro e um tchawan de gohan ( não achei que o arroz estava legal, estava meio sequinho )




Muita comida pra duas pessoas. Acabamos levando pra casa. E não cobram pela embalagem!
Soborô pro meu bentô ( marmita ) de hoje no trampo!

Sushi Guen
(11) 3289-5566R. Manoel da Nóbrega, 76, lojas 13 e 14, Galeria Ouro Branco
Jardim Paulista

São Paulo - SP

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Chocolate belga

Acho que estou de TPM, não sou de chocolate!
Vou mostrar uma marca de chocolate belga que não conhecia e que ganhei da sogra, que foi passear na Belgica.
Fica a dica!
Galler
Esta caixinha tem muitos sortidos. Os melhores são os escuros, com mais cacau. A maioria tem recheio de chocolate mesmo, com algumas adições de castanhas. Tem também de marzipan ( doce de pistache ) que eu amo!

Estes são muito bons mesmo.



terça-feira, 19 de julho de 2011

Massa: combustivel pra corrida

Corri domingo passado a Meia do Rio!
Foi ótima a corrida com direito a muito sol e uma certa animação durante o trajeto. Paisagens maravilhosas de tirar o folego, mas o que ficou faltando foi o povo durante o trajeto. Falaram tanto do "adote 1m ", em que as pessoas se inscreviam pra ganhar descontos em academias e restaurantes na troca de torcer pelos participantes da corrida. Quase ninguem estava lá pra agitar a galera. Acho que preferiram ficar dormindo em pleno domingo de muito sol!

Só sei que o abastecimento de agua, gel e isotonicos estavam ok. Pena que os isotonicos vinham nas garrafonas de 500ml, dava dó de tomar e jogar quase tudo fora!

Vou dar a dica do restaurante que comemos na noite de sabado, para nos abastecermos de energia.
Massa, claro!
Fomos cedo as 19h no Dom Camillo, um restaurante italiano na orla de Copacabana.
Preços moderados. Pra quem bastante fome, os pratos ficam a dever. Para economizar somente pratos e bebidas. Dispensamos o couvert de pães.



Pedi um ravioli de ricota com espinafre com molho vermelho. Na verdade, no cardapio constava molho branco, mas como evito este tipo de molho em restaurantes, pedi ao sugo mesmo. Molho estava correto, sem acidez e escesso de tempero, dificil encontrar! A massa estava ao dente, mas acho q poderia ter cozido um pouco mais.



Prato da irmã: papardelle vegetariano com tomatinhos cereja, escarola e fundos de alcachofra ao sugo. Gostosinho.



Prato do marido: espaguetti ao vongole, alho e oleo.


Valeu pro dia seguinte! Fizemos nosso melhor tempo nos 21k!!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Veggie food NY

Finalizando o passeio gastronomico em NY, almoçamos no ultimo dia num vegetariano.
O Gobbo serve comida vegetariana muito diferente das daqui de SP.
Esquema a la carte, com muitas opçoes no cardapio.
Ambiente pequeno, moderninho e com cozinha aparente, moda agora por aqui.

Foto daqui. Sentamos nos sofazinhos.

Comida feita na hora mesmo, demorou um bocadinho... mas estava delicioso. No capricho, dava pra 2 pessoas cada prato!!



Suco de maracuja com sagu preto. Tipo bubble tea que postei aqui.

Entrada: legumes no vapor acompanhado de arroz japones ( cateto) integral com dois molhos: ponzu e outro que nao identifiquei exatamente o sabor, algo com gergelim, missô. Estava delicioso, queria muito descobrir pra variar meus molhos de salada...

Meu prato: um tipo de lasanha vegetariana, que mais parecia um rocambole gratinado. Recheio de tofu com muitos temperos, delicioso. Acompanha arroz integral, pure de abóbora cabotchá, pepino e algas crocantes.

Prato do Beto: Um tipo de carne de soja, macia bem temperada com shoyu agridoce, acompanhada de espinafre refogado, abóbora cabotchá assada, arroz integral e pepino.

Sobremesa: Crumble de maça e pera! Quentinho, maçã e pêra picadinhas assadas com especiarias cobertas com crocante de cereais e amendoas coroadas com sorvete de soja aromatizado com baunilha.

Fechamos com chave de outro nossa viagem!

Preparado de kare japones

No post anterior falei de karê.
Aqui, quando eu quero dar uma variada, compro o preparado de karê na Liberdade.
Costumo comprar o Golden Curry, de media "picancia". Este preto da foto, é o mais picante.
É bem pratico, voce prepara a carne e o legumes como na minha receita, adiciona agua e deixe ferver. Coloque uns 2 cubos, dissolva e deixe ferver até que engrosse. Dai, ja pode desligar do fogo e mandar bala!


sexta-feira, 15 de julho de 2011

Karê da obaatian

Quando era pequena, quase todos os finais de semana, sábado ou domingo eu e minha irmã íamos brincar na casa da obaatian, junto com os primos todos da mesma idade. Era demais de bom, passavamos a tarde interinha brincando de gato-mia, panelinha, origami ( dobraduras em papel ), desenhar historinhas e muitas outras brincadeiras.

Como toda vovó, gostava de agradar todos que a estavam visitando. Quase sempre de dispunha a fazer o jantar, começando a cozinhar as 17h30, mais ou menos. O jantar estava servido no maximo as 19h, cedo muitos devem estar pensando, mas acho que japones tem costume de jantar cedo. Eu, por exemplo, sou super a favor, primeiro por que eu treino e acordo com as galinhas, as 5h da matina e preciso fazer uma ceia antes de dormir, segundo é que eu nao curto dormir de barriga muito cheia, me dá pesadelos! =))

Enfim, voltando ao assunto, obaatian fazia esta receita de Karê ou curry em japones com o curry em pó mesmo, nao aqueles tabletes que compra-se pronto em lojas de produtos japoneses. Queria muito lembrar da marca deste curry que ela comprava, era bem diferente dos saquinhos de tempero que é super comum vender nos supermercados.

Esta receita que minha mae me ensinou vai curry do normal mesmo. Como custumo fazer tudo a olho, estas medidas são aproximadas ok?

- 500kg de lombo de porco ou contra-file
- 3 colheres de sopa cheias de curry em pó
- 3 colheres de sopa de farinha de trigo
- 1 cebola grande picadinha
- 1 cenoura grande picadinha
- 300g de vagem picadinha
- 2 batatas medias picadinhas
- 3 colheres de sopa de oleo de girassol
- sal a gosto
- pimenta do reino moida na hora de preferencia a gosto

Faça uma pasta misturando o curry e a farinha, colocando um pouco de agua para misturar. Reserve.

Picar a carne em fatias finas.
Dourar a cebola em fogo baixo com o óleo numa panela ou wok, até que ela fique transparente e bem molinha.
Aumente o fogo e doure a carne.
Acrescente a cenoura, a vagem e misture até que sinta que estão incorporando sabor do refogado.
Acrescente a batata e misture.
Acrescente agua até que cubra o refogado, misture e coloque a pasta de curry, dissolvendo.
Misture bem e baixe o fogo. Tampe a panela e deixe cozinhar até que os legumes fiquem tenros.
Se gostar de mais caldo, coloque em pouco mais de agua.

Sempre fique de olho na panela, como temos farinha para engrossar o caldo, as vezes é bom mexer de vez em quando pra ver se nao está grudando no fundo da panela!

Nesta foto eu servi com legumes ( cenoura ralada em laminas, cebolas cortadas pétalas e repolho cortado a juliana grosso refogados ) sobre uma cama de gohan ( arroz japones ) quentinho! humm
Esta receita de arroz do link fiz quando tive mais tempo, senão as etapas são queimadas mesmo e faço vapt vupt na panela que demora no max 20min com 1 medida dosadora.


Um must de casa no inverno.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Bio Brazil Fair 2011

Uma das coisas que mais tem me atraido ultimamente são os alimentos integrais, naturais e sustentáveis ( modinha pura ! ).
Esse tipo de alimento vem entrando rapidamente no mercado, mas infelizmente os preços não ajudam muito, o que me faz comprar de vez em quando. =(

Pra quem curte, vale a pena conhecer melhor estes produtos na  Bio Brazil Fair 2011 no Parque do Ibirapuera.

Neste ano parece que teremos estacionamento gratuito, de acordo com o site, senao se quiser deixar seu carro no Ibira, tera que pagar Zona Azul, 1 ticket vale 2 horas dentro do parque, além de enfrentar fila pra achar uma vaga.

Uma das coisas mais legais é que tem muita coisa pra degustar e levar pra casa!


 

Brownie de sucesso

Gente, esse brownie deu o que falar no facebook da irma! =))
Resolvi postar a receitinha que tirei daqui!
Receita rapida e muito pratica como toda receita da Nigella. Mas nada light!
No lugar das gotas de chocolate, substitui por castanha do pará picada grosseiramente, deu aproximadamente 1 xicada.
Me impressionei, nem precisou untar a assadeira.


Olha, parece um fudge de chocolate não?

terça-feira, 12 de julho de 2011

Comida grega em NY

Cansados de comer nos chineses da vida, resolvemos variar.
Kefi.Este restaurante fica perto do Guggenheim Museum, com decoração tipica de restaurantes tipicos gregos, branco e azul nas paredes, com aquela garrafa de azeite grande em todas as mesas.

Atendimento atencioso e rapido.

Começamos pela salada grega, com queijo feta. Porção caprichada para quatro pessoas!


Este foi meu prato, peixe branzino ( parece um tipo de pescadinha, nao sei a traduçao para o portugues ) grelhado com batatas e regaaado de azeite.


O do Beto: stinco de cordeiro com orzo ou macarrão com formato de arroz, com molho de tomate.Carne estava derretendo e soltando facil facil do osso!

Saimos um pouco mais gordos para mais uma caminhada pela cidade.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Festival do Japão

Ah, que pena, estarei no Rio nos dias do Festival... 15,16 e 17/07!
Tema deste ano é Alimentação e Longevidade.

É bem legal pra comer, tem degustação de pratos ( que não achei muito em conta quando fui ) das provincias japonesas.

Abaixo provincias dos meus avós e os pratos tipicos:

NARA – kaki no ha zushi (prato típico da província), yakisoba, oshiruko (caldo doce de feijão), shoga yaki (carne com gengibre)

TOKYO - yakisoba, gyudon (arroz com carne temperada)

AKITA – kiritanpo (bolinho de arroz com caldo e verduras, típico da província), tori kushikatsu (espetinho de frango com tempero de misso), udon (macarrão com caldo quente), sakê importado do Japão e caipirinha de sakê

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Rabada ao meu estilo

Este é uma das coisas que o marido gosta bastante. Infelizmente nao posso fazer sempre que tenho vontade porque é bem forte, preciso controlar na alimentação daqui de casa, pois sou atleta né ? =)
Enfim, de vez em quando a nutri me libera, afinal ninguém é de ferro.

Nesta minha versão, procuro tirar bastante gordura antes de cozinhar a carne. Já ví receitas que aferventam a carne e depois jogam a água do cozimento fora. Não fica bom, porque boa parte do gostinho da carne vai embora no caldo e não é isso que queremos certo? Então o melhor mesmo é retirar a gordura o maximo que conseguir na faca mesmo. No final da receita, ensino como enxugar mais ainda a gordura sem tirar o sabor da carne.

Rabada:
- 1,5kg  de rabada ( escolha ossinhos com bastante carne )
- 3 batatas medias descascadas e em cubos medios
- 3 colheres de sopa de oleo ou azeite
- 1 cenoura grande em rodelas grossas
- 2 dentes de alho espremidos
- 1 cebola media picadinha
- cheiro verde a gosto
- sal a gosto
- 500ml de vinho tinto
- pimenta do reino moida na hora a gosto
- agua fervente o quanto baste para quase cobrir toda a carne

Procedimento:

Limpe a carne, retirando ao maximo a gordura com faca mesmo.



Numa panela de pressão ( de 4,5l para cima ), em fogo baixo refogue no óleo a cebola ate ficar murcha e dourada. Acrescente o alho e deixe dourar um pouco. Não deixe fritar muito tempo, pois o alho queimado deixara a carne com leve gosto amargo.



Sele a carne: coloque a carne para reforgar, aumentando o fogo para medio-forte, sempre mexendo para nao grudar. Quando ficar moreninho por fora acrescente o cheiro verde picadinho, deixe murchar e poderá ja acrescentar o vinho. Eu usei vinho branco mesmo, era o que tinha na geladeira!! Mas recomendo usar o tinto mesmo.

Mexa bem no fundo da panela para desprender aquela casquinha do sumo da carne que secou. Isto dará o gosto no caldo. Deixe o vinho ferver e complete com agua fervente até quase cobrir toda carne. Misture. Tampe a panela e deixe em fogo alto até começar chiar. Neste ponto abaixe para fogo medio e deixe por aproximadamente 40 minutos.




Como nem sempre temos sorte, pode ser que tenhamos comprado uma carne mais dura ( boi velho ! rs ), e precise deixar mais tempo no fogo.

Abra a tampa da panela apos deixar sair a pressão. A carne deve estar quase soltando do osso.
Acrescente as batatas e a cenoura e o sal, misture e deixe por mais 10 minutos. Se tiver quase sem caldo, coloque mais um pouco de agua.





Sirva com arroz ou polenta cremosa.

DICA: para enxugar mais ainda a gordura, separe a carne do molho. Num pote, coloque o molho e deixe esfriar. Coloque na geladeira e no dia seguinte retire a camada de gordura que ficar por cima.

domingo, 3 de julho de 2011

Whole Foods

Vou falar de um supermercado de comidas organicas: o Whole Foods
O que iamos frequentemente durante nossa estadia era a unidade da Columbus Circle, em frente ao Central Park. Fica no subsolo de um shopping chique.

Fica aqui uma dica pra quem vai pra NY correr e depois se abastecer de comida boa.

Ao entrarmos damos de frente ao mercado de flores, lindas e coloridas.
Ao lado esquerdo mercadorias frescas,a parte da comida mesmo, ao meio o restaurante por kilo maravilhoso com tudo organico e fresco, rotisseria, carnes, aves e peixes.
Um sushi bar com muitos tipos de sushi e combinados.
Um bufe quente indiano, um super bufe de saladas de folhas, grãos e vegetais, molhos e sopas.
Um bufe de sobremesas razoavel.
A direite seguiamos para os diversos caixas, divididos em fila rapida e normal, e ainda divididos em 3 faixas das quais havia um monitor na frente do primeiro da fila para indicar qual numero de caixa seguir.
As filas eram imensas a qualquer hora, mas andavam!!
Neste setor dos caixas localizavam-se também a parte de cosmetica, bolsas retornaveis e outros itens como vitaminas e suplementos alem do setor de bebidas engarrafadas. Muitos sucos e muitos sabores diferentes todos organicos.

O mais legal era ver como o açai esta popular por la. Seja comida, seja cosmeticos.

Abaixo, comendo marmitex nas mesinhas. La voce pode ate esquentar sua comida num forno eletrico ou microondas!!

Olha, eu me impressionei com a quantidade deste tipo de comida por lá, e por ser os EUA.
Ainda bem que nao vi muitos McsDonalds por la.

 





Depois da maratona, me reabastecendo de vitaminas e fibras. Adoooro!

Leia estes aqui também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget