background

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Chile - Santiago - Mercado Central

Mercado Central  de Santiago é dividido em vários setores conforme os produtos. Não é como o de São Paulo, que os setores de peixe, frutas e outros se concentram tudo em um mesmo lugar. O destaque e o mais visitado pelos turistas é o de frutos do mar e também os restaurantes que ficam ao redor deste setor.

Me impressionei com a quantidade e a variedade de frutos do mar. Havia muitos mariscos que nunca havia visto. São bem mais em conta que aqui em SP, nem me fale então das vieiras, que compramos fresquinhas para nosso jantar de ano novo.


vieiras


Ficamos analisando, andando e andando em torno do Mercado na área de restaurantes. Muitos dos garçons fora dos estabelecimentos ávidos para "pescar" turistas esfomeados e curiosos com o cardápio e preços de cada lugar. E para nós descendentes de japoneses, que não é muito comum no Chile, o "ataque" dos garçons era maior. Engraçado, muitos achavam que éramos chineses e ficavam dizendo "ni-hau". Muitos ficavam curisos para saber de onde éramos e ficavam surpresos em saber que éramos brasileiros de São Paulo...

O El Galeón é um restaurante muito visitado por brasileiros. Podemos notar a presença brasileira pelo modo de falar, bem alto. Tem um cardápio grande e variado, com destaque claro para a Centolla, aquele caranguejão típico do Chile. Não tive vontade de provar, já conheço o gosto e não curto muito lagostas e caranguejos.



Na mesa, ficam dispostos pães e limões sicilianos. São cortesia da casa.

Pedi côngrio grelhado. Veio do jeito que gosto, pouco gorduroso e acompanhado de salada de alface, cenoura, tomate e milho e arroz branco amanteigado.


Marido pediu uma salada de caranguejo. Bem caprichada, fiquei de olho no prato dele. Estava bem gostoso, tinha carne de siri cozida e desfiada e dois camarões grandes.


Os garçons são bem atenciosos e o serviço estava ok. Falam um pouco de português e os preços não são tão caros, ficou em torno de R$35 cada prato. Gostoso mas não impressionante.

Seguimos nosso passeio pela parte de frutas e verduras do Mercado. Aqui não vimos quase nenhum turista brasileiro. Muitas frutas como cereja e morangos muito muito em conta! O kilo do morango era menos de R$10! E como eram doces, exalavam o perfume de longe.Acabei não tirando fotos...

cerejas escuras e amarelas
ó só o tamanho deste milho! :0

amendoim
a chirimoya é similar à fruta do conde 

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Comidinhas de open house

Dia de open house em casa, dia de fazer comida pro povo oras!
Na verdade foi assim, cada convidado levou um pratinho. Combinamos comidas fáceis de comer, tipo "finger-food". Então teve buraco-quente, sanduichinos, bolos ...

Eu fiz salada: pimentão,vagem, abobrinha brasileira, moyashi e cenoura à juliene tudo cozido no vapor. Decorei com avocado em fatias e sementes de linhaça. O molho acabei deixando uma molheira com vinagre balsâmico e azeite basiquinhos para o pessoal se servir.

Para as tiras de uma só abobrinha, cortei com um mandolim e levei para o vapor até ficarem macias, mas não muito molengas. Coloquei o moyashi e a cenoura no centro, um montinho, e fui enrolando as abobrinhas ao redor, formando um anel.



Outro prato foi um empadão de palmito que fiz pela segunda vez. Super delicia, peguei a receita lá da Rita Lobo. Fica lindo assim, parece comprado da padoca ali do lado! rs
As florzinhas fiz com sobras de massa, com um cortador de legumes japonês.


 Outra coisa que fiz foram estes pães de queijo, desta receita, somente trocando o queijo meia-cura pelo minas padrão. Ficou assim moreninho com a casquinha crocante e dentro macio. Sucesso total!


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Chile - Santiago - Providencia

Sei que estou atrasada com esse post de final de ano - ano novo, mas acho que ainda vale a pena comentar aqui algumas dicas da cidade de Santiago.

espera de 2 horas no aeroporto de Buenos Aires....
Passamos 5 noites, somente na cidade. O intuito era descansar e fazer algumas comprinhas, já que o Chile faz parte da ALCA e a oferta de produtos americanos é boa e com preços bem mais em conta que aqui no Brasil. Algumas coisas valem a pena, como tenis e eletrônicos. Os preços relacionados ao vestuário não achei que compensa tanto assim. Na Nike Store por exemplo, as roupas de corrida tinham diferença com a loja daqui de uns 20 reais. Haviam muitas lojas em promoção de final de ano, mas em dezembro após o natal, já não tinha mais nada que prestasse muito. Não achei muitas roupas do meu tamanho, afinal as chilenas são baixinhas, pequeninas, portanto tamanho P acabou rapidinho!

Ficamos num flat na Av.11 de Septiembre, perto da estação de metrô Los Leones. Ótima localização com o metro acessivel a poucos passos. O bairro se chama Providencia e caracteriza-se como comercial dada a quantidade de lojas de todos os tipos. Ainda abaixo dicas de onde fazer compras:

- Mall Parque Arauco, Mall Alto Las Condes e Costanera Center - Os três maiores e melhores shoppings da cidade. Gostei muito do Mall Parque Arauco, tem um clima gostoso, com lojas no estilo americano, jardins e áreas externas que se conectam às lojas. Lojas de marcas americanas, mas com preços altos.

- Paris, Ripley e Falabella - Lojas de departamento com várias marcas boas que além de roupas, vendem eletronicos, perfumes, alimentos, etc... existem lojas pela cidade inteira!


Para quem quiser comprar coisas de confeitaria indico as lojas abaixo que tem coisas interessantes, mas nada surpreendente:

- Distribuidora POL (José Diego Benavente, 21 - Ñuñoa) e Casa Costa (Santa Elena, 1246) - Lugares para comprar coisas de confeitaria e cozinha. Comprei na Casa Costa forma da Wilton para muffins e rack para esfriar pães e bolos da mesma marca. 


vista da Av. 11 de Septiembre
Cordilheiras ao fundo, atrás da poluição.
Um item muito importante para mim é pesquisar algum lugar para correr. Sempre que viajo não fico sem dar uma corridinha pra manter o folego e também queimar calorias das comidas diferentes que costumamos comer. Encontrei bem pertinho do flat o Parque Metropolitano de Santiago. Adorei este parque porque além de correr pelo asfalto e ter muitas subidas, pude ver que muitos ciclistas também podem treinar lá. As pistas são super bem sinalizadas, com espaço para carro, bike e pedestres.

Entrada do parque

É um super treino de subidas. Neste trecho do parque, subida continua com pelo menos 3km.


paisagem vai mudando a cada trecho de subida


boa sinalização
Depois de tanto subir e no calor arido de Santiago, podemos deslumbrar uma linda vista da cidade! Parada para o descanso e hora de enfrentar a descida pela mesma estrada. Você ainda pode continuar, mas não fomos para o outro lado. Creio que cai na estrada para o Cerro San Cristóbal.


Pode se caminhar ou correr ao longo do rio Mapocho. Há um caminho arborizado ao longo dele, bem agradavel. O problema para os corredores é para esperar os faróis! 

rio Mapocho
Empanadas Zunino

Após os exercicios, nada melhor que reabastecer as energias comendo algo típico local: empanadas! 
Descemos a estação de metrô proximo ao Mercado Central e demos de cara nessa casa especializada em empanadas. As assadas eram de maior saida, minha preferida!




Pedimos de pino ou carne moída. Crocante e recheio bem cremoso com bastante carne e bem temperada com aji. 


Existem tipos de aji, dependendo do país há adição de um ou outro ingrediente. 
No Chile, temos um molho contendo tomates, cebola, pimenta aji, coentro e suco de limão.



Esta casa é bem cheia, pague e pegue sua ficha no caixa, pegue seu lanche e coma rapidinho. Não há mesinhas para sentar. Bom local para matar a fome rapidinho e aproveitar o passeio no Mercado!




quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Hatsugama - 1a Cerimonia do chá de 2013

Domingo passado foi um dia bem especial para nós.

Minha tia avó me convidou para participar do Hatsugama, a 1a cerimonia do cha do ano. Ela faz parte do Chado Urasenke do Brasil no bairro da Liberdade. Mais informações aqui. Inclusive poderão ver no link a reportagem da Rede Globo sobre o dia.

A cerimonia ocorreu no Hotel Grand Hyatt, um hotel aqui de São Paulo muito chique. Havia musica classica na recepção dos convidados, no hall, enquanto cada turma esperava sua vez para degustar um docinho japones chamado Wagashi e tomar o chá ( matcha ).





Wagashi, o doce que acompanha o chá era feito de doce de feijão azuki ( anko ), por dentro e por fora. Perfeito para se degustar com chá.



O matchá que não tomamos em Kyoto acabamos experimentando por aqui. Uma delicia.


De tempos em tempo, entravam na sala uma leva de convidados para se sentarem e tomarem o chá. Tudo muito organizado como no Japão. Nos bastidores atras do palco, eram preparados os chás em tigelinhas para nós e vinham nos servir na cadeira.

Após a cerimonia, tivemos apresentaçao de videos, palavras de personalidades como o consul do Japão, organizadores e partimos para o almoço chique com entrada, prato principal e sobremesa.

Saint Peter com shitake, aspargos e molho romanesco ( pimentão ).
Entrada de presunto parma, pera ao vinho,nozes, queijo gorgonzola e vinagrete de nozes. Folhas diversas.
Banzai! Kampai! Viva o ano novo!

Sobremesa: bavaroise com frutas e sorvete de baunilha.

Sabe que me animei a aprender a servir chá?

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Hong Kong Parte 6 - Restaurante Din Tai Fung

Estou indo a passos lentos, desculpem-me!
O final do ano passado foi digamos pauleira e não tive forças para tratar as fotos, escrever por aqui. Esse ano vou fazer uma força maior para deixá-lo mais atualizado!

Post de hoje: ultimo dia em HK! E foi delicioso.
Não tenho muitas fotos da cidade, pois o dia foi reservado para compras, presentes. HK tem muitas lojas ocidentais, principalmente aquelas americanas que eu adoro e o melhor, são em conta. Então não pensei duas vezes em renovar meu armário (praticamente). Nao tenho o minimo costume de gastar com roupas e sapatos aqui no Brasil. Acho estremamente caro e abusivo os preços devido a taxação de impostos, então quando vou pra fora passo os anos anteriores a viagem economizando o maximo possivel. "Pão dura" meu marido me chama, depois ele me dá razão! haha

Nosso jantar foi no Din Tai Fung. O link deste restaurante cai na pagina em chines. Não sei se existe uma versão em inglês, pois não achei. Se quiserem ler algo em inglês, existem sites deste mesmo restaurante nos Estados Unidos, só dar uma busca no Google.

Este foi mais um restaurante com 1 estrela Michelin que fomos. Na minha opinião, comida deliciosa, de primeira. Temperos suaves, confort food total. Especializado em dumblings, aqueles bolinhos cozidos ao vapor.


Cardápio imenso e tri-lingue. Outro ensina como mergulhar os dumblings e comê-los! Atenção para o caldinho que sai de dentro de alguns dumblings no vapor: são extremamente quentes e pode-se queimar a lingua!

Os atendentes não sabiam falar ingles muito bem, muita de nossa comunicação foi via mimica...engraçado para este nivel de restaurante com 1 estrela Michelin.
Ao sentarmos na mesa, servem chá de cortesia. Como em todo restaurante em Beijing e HK.


Começando pelas entradinhas: pepinos agridoces e apimentados.


Depois pedimos dim sum recheado com carne bovina, este tipo que devemos tomar cuidado na hora de comer, pois o delicioso caldinho que está la dentro explode na boca mas é muito quente! Melhor comer na colher, dando pequenas mordidas. Assim voce aproveita para observar a textura e degustar .



Pedi uma sopinha, com guiozas vegetarianos. Suave e mesmo assim deliciosos. Quase sem gordura.


Marido não satisfeito, pediu macarrão. Não foi muito feliz, pois era uma imitação do bolonhesa italiano!  Parece pequeno, mas é bem servido.


Seguimos com mais um pedido meu: verduras! 


Marido de olho na mesa ao lado: "vamos pedir aquele ó " e eu já satisfeita disse "mas é guloso mesmo". E tava muito bom esse ultimo prato, pena que a minha fome ja tinha passado depois de comer os verdinhos. Era um bifão de carne de porco crisp mas não era empanado. Acho que eles passam algum tipo de raspador na carne para deixar as fibras mais superficiais levantadas que na hora de fritar, elas levantam e dão essa textura croc. Embaixo do bife, arroz com ovo. Úmido na medida.  


Recomendo vivamente, pagamos aproximadamente 35 reais cada um.

Fachada do restaurante que fica dentro de um shopping.


Proximos posts Japão! Não perca!

Din Tai Fung
68 Yee Wo Street
Hong Kong
Delay No Mall

Leia estes aqui também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget