background

terça-feira, 31 de julho de 2012

Beijing parte 5 - Tobogã na Muralha, Cloisonné e Tumbas Dinastia Ming

Continuando nosso passeio por Beijing:
O pacote da Maratona da Muralha da China incluia diversos passeios, mas este que vou mostrar agora não estava incluso no pacote e recomendo vivamente para quem vai visitar as muralhas, é pegar este ponto de vaários que podemos visitar, para descer de tobogã!  

Pegamos um onibus com a guia Lulu. Com um ingles excelente, foi nos explicando diversas curiosidades sobre a China / Beijing. Não percebemos o tempo passar até chegarmos ao nosso destino cerca de 2h30 depois. O dia estava lindo, quente e com um céu limpo, dificil em Beijing devido a poluição.

Todos os pontos turisticos encontramos barraquinhas com diversos tipos de coisas.  Não podia faltar aqui.

Chegada




tobogã!


De acordo com a guia, esse ponto da muralha é um dos mais bonitos.



Ao longo da montanha mais ao longe na foto abaixo, temos partes da muralha que a contorna.


Depois de nos exercitarmos nas escadarias, era hora do almoço! Farofando na muralha...hehe
Antes de pegarmos o onibus, passamos num shopping ao lado do hotel e pedimos um Yoshinoya ( fastfood de comida japa ), levamos na mochila e pronto!

obentô, itadakimassss!
Depois do almoço descemos a montanha toda, durou quase 5 minutos e voce mesmo pode controlar a velocidade da descida. Mas é preciso ser cauteloso, pois se exagerar é perigoso de escapar pra fora da pista! Fora que existem guardinhas ao longo do trajeto, bandeiras com avisos e avisos sonoros ao longo da pista para avisar pra ir devagar " slow down, slow down "

Chegando embaixo compramos carimbos feitos na hora. O moço achou engraçadissimo sermos do Baxi ( Brasil em mandarim ) com nossa cara asiática! E claro, falou de futebol. Infelizmente não tinha decorado meu sobrenome em kanji ( caracteres ) e acabou escrevendo em portugues mesmo, pois demos escrito num papel nossos nomes...
O preço? Não ha preço fixo como em todo o comercio de rua. É preciso barganhar e muito para conseguir preços realmente baixos! Para conseguir falar com eles que praticamente não entendem ingles é só escrever num papel o valor que gostaria de pagar e pronto!

carimbos feitos na hora
Proxima parada: massagem nos pés!
Não tem coisa melhor?
Foi numa casa que infelizmente não me lembro do nome. Chegamos, fomos apresentados dos serviços e para quem quisesse, tivemos a pressão e lingua consultados. O mais incrivel é que o senhor que me atendeu acertou na lata ao ver minha pressão apenas medindo seus polegares em meu pulso: voce tem pés e mão gelados? Bingo! Fiquei pasma...e depois me receitou um chá. Bem que eu tomaria, mas imagina ter que importar? E não era barato, mas devia funcionar. Fica pra proxima! hehe

ali no balde agua escaldante com infusão de ervas para colocar o pé
Os meninos que fizeram massagem ficaram tão contentes que estavam atendendo brasileiros! Até capricharam mais. Como era de graça, fomos convidados a colaborar com uma caixinha para eles. Com certeza, pois foi realmente relaxante.

loja de chás terapeuticos

Cloisonné

Coisa de oriental paciente: esta arte milenar consiste em pintura em esmalte em tiras finissimas de metal. Primeiro colam-se as micro peças..




Depois são preenchidas com esmalte vitrificado.


Há a queima e depois o polimento com água. 

lindos e carissimos vasos com mais de 1m de altura


aqui o pessoal trabalha: esta chinesa esta aos gritos tentando fazer com que o ingles compre  o chapeuzinho..e ele comprou!

Tumbas Dinastia Ming

De volta a nosso grupo, fizemos este interessante passeio pelas tumbas de 13 imperadores da Dinastia Ming. É um gigantesco complexo contruido de acordo com principios do Feng Shui em meio a um vale e montanhas nos 3 lados do complexo. Visitamos um dos que estava aberto ao publico.

portal de entrada



Do portico de entrada temos este caminho com animais em duplas que conduzem ao mausoleu.

caminho sagrado





Finalmente a tumba lá em cima!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Restaurante Maramiah - cozinha palestina

Sabado passado fomos a este restaurante novo em Moema, onde antigamente localizava-se uma lanchonete chamada Proteina. 

Tem um ambiente amplo, com mezanino e tendas com mesas baixas perfeitas para reunir os amigos.
No dia do jantar, preferimos sentar no mezanino, pois tinham muitas mesas reservadas para festinhas.
De noite também servem buffet de sopas, mas preferimos o cardápio árabe.

tendas no mezanino

O restaurante vende tapetes e outros objetos...


O cardápio é super extenso, muita variedade. 
Para começar, pedimos esfihas. O marido pediu duas, sendo uma de carne temperada com um creme de grão de bico e outra de palmito. Mamãe pediu uma de palmito e eu fiquei de pedir mais tarde.
Ainda bem que não tinha pedido: as esfihas são enormes!! Uma vale por duas e a media dos preços é de R$3,50! Ótimo custo benefício, e além disso são deliciosas e bem recheadas.


A massa é do tipo "pão" mas muito leve.

De carne com pasta de grão de bico.

De palmito
Pude me deliciar pegando um pouco do marido e da mamis.
Depois veio a salada fatuche. Em cada novo restaurante peço esta salada que adoro, mas infelizmente esta não estava boa. Faltava tempero ( xarope de romã e sal ), parece que só tinha sumac ( esse temperinho em pó vermelhinho ). Tomates cortados em toletes assim como as cebolas. O que salvou foram estes pães folha torrados com azeite...


A larica do marido estava tão grande que ele resolveu pedir outra big esfiha: a de carne com batata na chapa. Estava ótima, porém não vimos sinal de batata, acho que estava muito bem ralada e misturada à carne.



Neste dia, o restaurante encheu após as 20h. Havia um único garçom muito solicito e educado que procurava atender rapidamente todas as mesas. Imagino depois o pratão que ele deve bater depois de subir e descer as escadas varias vezes.

Como prato principal pedimos o Maqluba, que lembra muito a paella. Se voce estiver com muita fome é melhor pedir outro prato, este é feito na hora e demora uns 40 minutos, mas vale muito a pena esperar. O arroz é muito gostoso e aromático com açafrão, noz moscada...e fica assim cremoso!

O prato chega assim... na panela que foi feito para ser desenformado à mesa.
É muito bom! Pedimos o de carne ( versão carne ou frango ) que veio molinha, com batatas em rodelas, beringela, couve-flor e cenoura picadinha. Só faltou o grão de bico que constava no cardápio, mas esqueceram de colocar. Ia dar aquele toque final. Pena!

foto que o marido tirou, haha ele se empolgou!

tava tão molhadinho que logo desmoronou
Estavamos quase satisfeitos depois das esfihas, mas quando o principal chegou a fome voltou novamente.
Acompanhou uma deliciosa coalhada seca nada azeda e pão.
coalhada seca e pão para acompanhar
Claro que sobrou bastante, mas mandamos embrulhar e levamos para casa.
Numa proxima oportunidade pediremos a sobremesa, no cardápio constam muitos smoothies de diversos sabores, fiquei instigada num de açaí e morango com frozen iogurte.

Resolvemos pagar no caixa localizado ao lado da entrada, onde há também estrategicamente um empório de produtos árabes. O marido pediu um docinho de nozes para comer depois, que não me lembro do nome e não tirei foto porque se desmanchou um pouco quando chegamos em casa.

Maramiah
Rua Canário, 390 - Moema - SP



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Sopa de mandioca

Mas esse frio chato só esta começando!?
É a estação do ano que menos gosto: dificil de acordar, pé que não esquenta, água da pia da cozinha geladissima, ruim de começar a corrida...

Mas, é muito bom pra tomar sopas, caldos, cremes...

Esta de hoje é campeã aqui em casa:

Sopa de mandioca
- 1 kg de mandioca descascadas em rodelas
- 1 kg de musculo bem limpinho
- 1l e 1/2 de água fervente e mais um pouco se necessitar
- sal a gosto
- 1 cebola + 2 dente de alho amassados

Refogar cebola e alho com um pouco de óleo. Dourar a carne e acrescentar água fervente. Colocar sal e tampar a panela de pressão. Contar 30 minutos assim que a panela começar a chiar. Desligue o fogo e aguarde a pressão sair. Se tiver pressa, conte 40 minutos e retire a pressão colocando a panela embaixo da torneira e ela parar de chiar. As vezes a minha faz um barulhinho "poct" dizendo que a pressão saiu! 

Abra a tampa e coloque a mandioca e cheque o sal e a água, ela deve cobrir a mandioca.
Recoloque a tampa e conte 10 minutos assim que a panela chiar.

Pronto!
Fica muito bom com queijo parmesão ralado grosso ou com um fio de azeite.
Eu servi com pão de mandioquinha da mamãe! 








terça-feira, 10 de julho de 2012

Beijing parte 4 - Templo do Céu e o bairro novo Sanlitun

Continuando nosso tour por Beijing, demos uma passadinha no Templo do Ceu.
Este templo era utilizado para agradecer aos céus pelas boa colheitas. A torre central com arquitetura deferenciada , arredondada, e com o telhado pintado em azul simbolizando o céu. 

Não vemos em outro lugar o telhado nesse tom, dando a devida importancia para este templo. 
Este parque é bem grande, mas nos atemos a ficar na parte principal devido ao passeio ser curto. O dia estava maravilhosamente claro, dia atipico em Beijing sempre poluida.


eu não escapo das escadarias!


como é ornamentado em pinturas e estrutura em madeira toda em encaixes, sem a utilização de pregos!


pintura de caracteres com água

um jardim com vasinhos! ótima ideia 
No final do dia, o onibus nos deixou no hotel e aproveitamos para passear pela cidade do melhor modo: pegando transportes publicos e enfrentando momentos de rush! Pegamos o metrô as 17h, para o bairro moderno e jovem Sanlitun.

Nada se compara com o metrô de Beijing: muito mais concentrado de gente nos momentos de rush em plena Sé e outras estações centrais de São Paulo, mas mais impressionante mesmo é a organização do pessoal de lá. As pessoas não se trombam e todos andam em filas sem querer um derrubar o outro porque está com mais pressa ou atrasado.

O governo dá prioridade para o transporte: onibus e metro com preços ridiculamente barato: 50 centavos do real! Isso para frear o constante aumento de carros nas ruas. Com preços super baixos cada vez mais os chineses estão comprando carros particulares e lotando ruas e avenidas. Isso já posso dizer que está um inferno, já que adentrando a cidade no finalzinho da tarde voltando dos passeios de onibus, chegamos a demorar quase 1 hora para chegar ao hotel !!
  
metrô no rush

rush do transito, como em São Paulo lá também tem
A imagem acima foi tirada de uma passarela que dá acesso ao bairro de Sanlitun que abriga muitas lojas internacionais carissimas, bares e restaurantes de comida internacional. Ao lado dele localizam-se as embaixadas internacionais. A vida noturna é muito intensa por ali, muitos jovens bem vestidos aparecem para "badalar". Muitos estrangeiros vão para um Happy Hour após o expediente.


umas das entradas de Sanlitun
Aproveitamos para conhecer um restaurante com comida yunnan Middle 8th. Diga-se apimentadissima, mas deliciosa.
O lugar tem uma "pegada" moderna. O cardapio é bem explicativo com muitas fotos e em inglês. Tem muitas opções e confesso que demorei quase 20 minutos para escolher algo, para desespero do marido que estava morto de fome e bem ranzinza... e chegue cedo porque costuma lotar.




Escolhemos algo com frango, porco e tofu. Agridoce e muito apimentado! Olha só a cor do prato:


Pedimos também uma cumbuca com arroz, edamame e legumes. Delicioso


Salada basica...

Limonada gasosa


E o melhor: enguia megapicante agridoce! A carne derretia e não conseguimos comer tudo devido a quantidade farta de comida.


O serviço é bem rapido. Foi dificil a comunicação, pois não entendiam ingles. O jeito foi apontar as coisas no cardápio...foi mais um jantar barato que gastamos aproximadamente 20 reais cada. Pelo nivel da comida/restaurante, em São Paulo, gastariamos uns 50 reais cada um.

entrada
Dica valiosa: Se estiver hospedado na região onde ficamos ( Wangfujing - distrito comercial ) e for pegar um taxi para voltar, não diga que é para este bairro, os taxistas irão recusar ( todos! ) em te levar de volta ao hotel. Vá com um papel com anotação do endereço do hotel e mostre a eles. Tivemos que voltar de metrô, tudo que menos queríamos de noite e com risco de encontra-lo fechado! Os taxis em Beijing são bem baratos e muitas vezes vale a pena pegá-los.

Leia estes aqui também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget