background

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Babaganuj

Pastas árabes são uma delicia não?
Eu gosto principalmente desta de beringela, dá um certo trabalho pra fazer, mas no final vale a pena por que fica igualzinho do restaurante e ainda com aquele gostinho defumado característico!

Como não tenho uma churrasqueira, nem uma grelha com carvão em casa, tenho que adaptar:


Uso meu próprio fogão, um apoio que veio no microoondas e coloco deste modo como podem ver na foto!
Ou se você não tiver este apetrecho, espete no garfo e não tem jeito, tem que ficar segurando pra grelhar...

Deixe em fogo médio até que fique com a casca murcha e completamente macio. O tempo para o cozimento da beringela vai depender do tamanho dela. Eu usei 2 grandes daquelas normais mesmo. Se você puder usar a beringela japonesa será melhor, pois costuma ser menos adstringente e ser mais fininha, proporcionando um cozimento mais rápido!




Agora, abra no sentido longitudinal e retire a polpa com uma colher. Processe rapidamente a polpa com 1 dente de alho. Retire do processador e misture 2 colheres de sopa de tahine bem cheias, sal a gosto, e suco de meio limão. Misture bem com uma colher e está pronto! Sirva com pão ou com esfihas!

O pote de plástico não foi muito apropriado para a foto, mas a fome era tanta que foi assim mesmo...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Esfihas integrais - contribuição para o blog Pecado da Gula!

Domingo a noite dia de comer alguma coisa tipo "lanche": resolvemos fazer esfihas, a 6 mãos, da minha, minha mãe e irmã!

De manhã, sempre depois da corridinha matinal no Ibira, passamos no supermercado pra fazer a compra da semana. Dos ingredientes da massa, comprei apenas o fermento fresco, crente que ja tinha tudo em casa.
Assim que cheguei em casa e constatei que tinha 300g de farinha branca! Entao, o que era pra ser uma esfiha de massa tradicional branca foi uma mescla, mais pra integral!

Li varias receitas e acabei adaptando de acordo com a quantidade de farinha integral, pois a massa fica mais pesada e precisa de um certo ponto para não ficar dura demais ou mole demais.

Esfiha integral

Massa:
- 300g de farinha de trigo branca
- aprox. 500g de farinha de trigo integral
- 2 colheres de sopa de oleo ou azeite
- 2 tabletes de fermento fresco
- 2 colheres de açucar cheias
- 180ml de agua morna
- sal a gosto

Numa bacia de plastico ou  outro recipiente grande misture o açucar com o fermento até que ele fique liquido. Acrescente a água morna, o sal e o óleo. Misture bem. Acrescente agora a farinha branca, depois a integral e misture com as mãos.

O ponto: a massa não deve grudar nas mãos, mas ficará suave e macia.

Faça bolinhas do tamanho de pingue-pongue ou um pouco maior e deixe descansar até que dobre de tamanho. Coloque as bolinhas numa assadeira grande untada com oleo e cubra com uma toalha.

Depois que dobrar de volume, vamos abrir a massa com as mãos mesmo ou com a ajuda de um rolo de massa, discos de aproximadamente 10cm.

Massa 2 ( fiz esta a mais pois não queria que sobrasse fermento !)
- 500g de farinha integral
- 2 colheres de sopa de oleo ou azeite
- 2 tabletes de fermento fresco
- 2 colheres de açucar cheias
- 180ml de agua morna
- sal a gosto

Seguir mesmo procedimento da massa 1.

Recheie com o recheio de sua preferencia, eu fiz dois:

Recheio de ricota:

- 500g de ricota fresca
- 1 cebola pequena picadinha
- sal a gosto
- pimenta do reino moida na hora a gosto
- zaatar a gosto

Amasse a ricota com um garfo até ficar em granulos pequenos. Adicione a cebola picada, sal ,pimenta e zaatar e misture. Pronto, ja pode rechear.

Recheio de escarola

- meio maço pequeno de escarola cortadas em tiras finas
- 2 colheres de sopa de azeite
- 1 cebola picadinha
- 1 alho picadinho
- sal a gosto
- 1 punhado de uva passa branca
- 1 punhado de pinhole ou nozes picadas

Refogar no azeite a cebola até murchar. Adicione o alho e deixe fritar um pouquinho, não deixe queimar.
Adicione o restante dos ingredientes, Refogue até murchar as folhas. Tempere com sal.
Deixe esfriar antes de rechear.

Após rechear, deixe descansar até crescer bastante.
Assar em forno 200° por uns 10 minutos ou até dourar. Como a massa vai farinha integral, parece assar mais rápido, tome cuidado para não queimar!
Com a massa 1 e 2 dá aprox. 30 unidades medias.


Irmã triatleta fazendo as bolinhas! Esfihas pra abastecer de energia pros treinos puxados.

Antes de assar...

Irmã recheando...

Depois de assada: ricota!

A de escarola com bastante pinhole!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Torta integral de banana caramelada

Acho que estou de TPM...
Vontade de comer doces absurdamente e fome a toda hora...
Estava com vontade de fazer esta receita a tempos, mas de um jeito menos doce possivel, usando ingredientes integrais.
Como o caramelo não tem como fazer sem usar o açucar refinado, fiz um pouco somente para molhar a parte de cima do bolo integral. Pensei em fazer com açucar mascavo, mas não seria a mesma coisa.
Fiz tudo meio a olho:

Torta integral de banana caramelada


Calda
- 3/4 xicara de açucar branco
- 10 estrelinhas de anis
- canela em pó ou em pau ( usei em pó porque não tinha em pau )
- 1 pitadinha de nos moscada em pó
- 1 pitada de cravo em pó
- 50 ml de agua ou rum ou conhaque
- 3 bananas maduras no ponto, fatiadas no comprimento





Massa
- 3 ovos ( claras em neve )
- 50g de mateiga sem sal em temperatura ambiente
- 1 xicara de farinha de trigo branca
- 1 xicara de aveia em flocos finos
- 1/2 xicara de açucar mascavo ou demerara
- 1 banana madura amassada
- 1 colher de sopa de fermento
- canela em po a gosto
- 1/2 xicara de suco de laranja

Faça o caramelo derretendo o açucar, até que fique claro e o açucar todo derretido. Em fogo baixo sempre.
Acrescente a agua ou conhaque e deixe assim até o caramelo dissolver, não coloque a colher, senão "encaroça". Deixe que vire uma calda não muito rala nem muito grossa, neste ponto coloque o resto dos ingredientes e deixe aferventar alguns minutos. Se perceber que esta endurecendo muito rapido, pingue um pouco mais de agua. Sentindo o cheiro das especiarias já pode desligar o fogo.
Arrume numa assadeira redonda pequena as bananas e as estrelas de anis do caramelo no fundo untado com manteiga e despeje o caramelo por cima.Reserve.

Bata na batedeira o as gemas, manteiga e açucar até que fique bem incorporados.
Acrescente as farinhas misturadas alternando as colheradas com o suco de laranja. Acrescente a banana amassada. Continue batendo ate que fique tudo bem incorporado.
Acrescente o fermento e a canela em po misturando um pouco.
Desligue a batedeira e misture devagar a mão, as claras em neve.

Coloque esta massa em cima das bananas e leve pra assar em forno pre-aquecido 180º  até que espetando um palito, este saia seco. Desenforme num prato depois de esfriar.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Geleia de jabuticaba

Primavera...época de jabuticabas!
Ganhei um sacão com um monte delas, grandes e doces que vem de um pé plantado no quintal da casa da minha sogra. Estimamos que tenha uns 10 anos de vida e bebe muita água!
De acordo com a sogra, a água é fundamental para que dê muitos frutos.



Como não ia dar conta de comer todas sozinha e também levando-se em conta que elas são muito perecíveis, resolvi dar metade pra minha mãe e metade ficou comigo. Aproveitei pra fazer geleia de uma receita daqui:

Geleia de Jabuticaba

- 2 kg de jabuticabas bem maduras, inteiras e lavadas
- 1 litro de agua
- 600g de açucar cristal

Numa panela grande e funda, colocar as jabuticabas e amassar com as costas de uma concha ou com as mãos mesmo. Acrescente agua e coloque pra ferver até que fiquem macias e todas estejam estouradas.


Coe o caldo numa peneira grossa e depois numa fina. Volte o caldo para a panela e acrescente o açucar. Mexa e coloque em fogo alto e quando ferver, abaixe o fogo. Vá retirando a espuma que for formando. Não precisa mexer o caldo.


O ponto vi assim: quando puxando a colher do caldo, as gotas que caem dela serão mais dificeis de escorrer.


Parecerá um xarope com uma coloração muito escura.
Coloque em potes de vidro e tampa esterelizados em agua fervente durante 10 minutos. Com os potes ainda quentes, coloque a geleia e tampe ainda quentes. Assim que esfriar guarde na geladeira. Estará no ponto em 2 dias.

Se voce nao tiver balança:
- a porção de jabuticabas que voce tiver
- agua o suficiente para cobri-las
Seguir procedimento acima.
Para saber quanto colocar de açúcar, colocar o caldo da primeira fervura num recipiente de vidro para que se possa ver o nivel do caldo. A metade desta medida será a sua medida de açucar cristal.







segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Frango indiano

Ontem foi um dia bem produtivo, corri de manha, meu treininho basico de 6k de domingo.
Como estou me recuperando daquela virose das brabas que peguei na semana passada, fui bem sossegada. Acordei tarde, resolvi entrar de pipoca no revezamento da Maratona Pão de Açúcar. Estava um solzinho bom, muita gente correndo. Acho que este ano bateram o recorde de inscrições!

Voltei pra casa, não parei um minuto. Arrumei a casa, temperei o frango da receita de hoje para marinar e assar de noite, fiz iogurte, almocei, assei uma torta, fiz uma geleia de jabuticaba e trabalhei um pouquinho.
A receita da torta de banana caramelada e da geleia posterei depois!

Frango indiano

- 1 frango de 1,5kg ( usei um caipira ) em pedaços
- 1 tomate ralado grosso
- 1 pote de iogurte natural
- raspas de 1 limão
- suco de 1 limão
- 2 dentes de alho espremidos
- 1 colher de sopa de gengibre ralado
- 1 colher de sopa de curry
- sal e pimenta do reino moido a gosto

Num saco de plastico grande e grosso, coloque o frango ja em pedaços.
Num recipiente faça o molho da marinada, junte todos os ingredientes restantes e misture bem.
Misture no frango e deixe no minimo 4h para pegar gosto ou deixe de um dia pro outro.
Coloque o frango numa assadeira e cubra com papel aluminio. Asse desse jeito por 30 minutos a 200° e mais 30 minutos tire a cobertura de papel aluminio e aumente mais um pouquinho a temperatura.
Quando estiver coradinho e quase sem caldo no fundo da assadeira está pronto!


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Dia de canja turbinada!

Hoje é dia de canja.

Mas não é só pelo friozinho chato que esta custando passar, aliado a uma garoinha fina e fria que faz a temperatura baixar mais ainda....é mais pela virose que andou passeando pelo escritorio e fez algumas vitimas como eu e agora o marido!

Como esta sopa tem fama de ser pra doente, o que eu não acho pois adoro qualquer tipo de sopa, resolvi fazer uma turbinada pra repor as energias e vitaminas e muita água perdidas com a dor de barriga. ( bom, voces entenderam, não preciso falar ne? )

Segue abaixo:




Canja turbinada


- 500 kg de asa de frango sem pele ( ok, pode deixar um pouquinho pra dar mais sabor e corpo no caldo )
- 500kg de moela ou pescoço de frango
- 1 cenoura grande ralada
- 1 cebola grande picadinha
- 2 dentes de alho moidos
- 1 chuchu picado
- 1 batata grande picada
- 1 tomate sem pele picado
- 3/4 xicara de arroz
- cheiro verde picado a gosto
- oleo suficiente para dourar a cebola ( não coloque muito devido a gordura que frango irá soltar )
- sal a gosto

Numa panela de pressão grande , refogue a cebola até ficar corada, adicione o alho e o frango.
Deixe dourar. Adicione agua fervente até que cubra tudo e deixe pegar pressão. Conte 30 minutos.
Desligue a panela e deixe a pressão sair ou se tiver muita pressa e fome, coloque a panela embaixo da torneira e tire a pressão jogando agua por alguns segundos.
Coloque o que sobrou e misture. Pode adicionar mais agua para cobrir tudo.
Deixe pegar novamente a pressão e conte 10 a 15 minutos.

Sirva imediatamente com queijo parmesão ralado, pão e um fio de azeite.
Se quiser mais light, corte cubinhos de queijo branco e coloque na sopa.

Será que agora eu fico forte pra correr amanha?

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sukiyaki

Ontem aproveitei pra fazer um sukiyaki com coisas que ja tinha na geladeira, lá naquele cantinho da gaveta, sabe?
O segredo do sukiyaki gostoso alem do tempero do molho é o macarrão. Tem que ser para sukiyaki! Uma das marcas que uso é esta:


Que voce acha facil em lojas da Liberdade. Esse macarrão tem uma consistencia diferente, não fica molenga quando cozido corretamente e muito bom pra fritar antes de colocar no molho com a carne e vegetais!

Olha como o macarrão é amarelinho...humm

Para este que fiz:

- 250g macarrão especial para yakissoba
- 2 xicaras de talos de erva-doce cortados em rodelas ou tiras
- 2 pimentões verdes picados em quadrados de mais ou menos 3x3cm
- 1 cenoura grande fatiada finamente em rodelas
- 1 cebola grande em tiras
- 500kg de file mignon de porco em fatias finas
- 2 xicaras de repolho em picados em quadrados aproximados 3x3cm
- 5 flores de brocolis japones picados em pequenas flores
- 2 colheres de sopa de oleo
- 2 colheres sopa de oleo de gergelim

Molho
- 1 envelope de hondashi ( tempero em pó japones de peixe )
- 2 colheres de sopa de molho de ostra
- 1/2 xicara de farinha de trigo
- 1/2 xicara de shoyu
- 400ml de agua

Pegue uma wok teflonada, se não tiver pode ser uma frigideira grande e funda. Coloque 1 colher de oleo
Refogue as cebolas e os talos de erva-doce até ficarem um pouco murchas. Coloque o resto dos legumes picadinhos e refogue, o ponto certo é ficarem ainda crocantes. Não deixe amolecer demais.
Reserve em um pote.

Ainda com a mesma wok, coloque outra colher de oleo e refogue a carne até que fique corada.
Retire e reserve.

Na mesma wok, coloque o restante do oleo ( gergelim ) e frite o macarrão já cozido al dente. Junte aos poucos o macarrão assim que forem fritando e ficando crocantes. Para esta quantidade de oleo, não ficara totalmente crocante, algumas partes ficarão molinhas outras durinhas. Se voce quiser mais crocante, coloque um pouco mais de óleo.

Prepare o molho, juntanto tudo menos o macarrão e misture bem para não empelotar. Jogue na panela com tudo junto misture bem para que tudo fique incorporado. Espere engrossar misturando sempre em fogo médio. Coloque o macarrão por ultimo e coma já!
Se o macarrão ficar muito tempo no molho, acaba absorvendo todo, deixando o sukiyaki seco.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Dica de restaurante: Nutrisom Vila Olímpia

Domingão passado, depois de uma corridinha de 6k leve pós-longão de sabado, fomos matar a fome num restaurante natural, o Nutrisom da Vila Olimpia, uma filial do mesmo restaurante do centro, porém com uma proposta natural.



Explicando melhor:
O Nutrisom do centro tem o cardápio ovo-lacto-vegetariano, ou seja, não tem carne, mas  usa-se como ingredientes ovos e leite. Me parece que tem mais opções, mas não tem tanto capricho como o irmão. Tem mais variedade de sobremesas, incluindo o sorvete feito lá e o iogurte caseiro.

Já o da Vila Olímpia te o cardapio natural, com carnes brancas ( peixe e frango ). A proposta é mais caprichada, o ambiente mais produzido, mas a variedade é menor. A mesa de sobremesa é menor. Lá voce pode pedir suco para serem feitos na hora, pagos a parte ou pegar uma das 2 opções do buffet. Infelizmente não tem água na jarra como no do centro,se quiser beber água, ela é cobrada a parte! =(


A mesa de saladas variadas, adoro muito. Olha o molhinho de mel aqui na frente, muito bom.

No dia, a mesa de saladas estava primorosa, linda e muito variada, com grãos, vegetais, folhas etc etc. O molho de mel estava muito bom! Destaque para a salada de soja com cebolas e alho poró fritos e crocantes por cima.

Buffet quente: a beringela ao forno ali atrás do caneloni aqui da frente estava muito boa.

Já a mesa de quentes, não estava lá grande coisa, havia massas recheadas com queijo ( um pouco pesadas e mornas ), risoto com arroz integral estava salgadíssimo, creme de mandioquinha estava ok porém fria. Frango em varias opções, grelhados ou em molhos que também estavam salgados. Tomara que tenha sido apenas no dia, mas precisam acertar no sal! Salvaram-se a crepe verde com frango desfiado no molho as sugo e a beringela e tomates ao forno.

Mais uma opção para repor as energias pós corrida!

Nutrisom Naturalmente Rua Ramos Batista, 443 - Vila Olimpia | Tel.: (11) 2639.5799
Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª feiras, das 12h00 às 15h00.
Domingos das 12h00 às 16h30.

Nutrisom Centro Viaduto Nove de Julho, 160, Sobre Loja | Tel.: (11) 3255-4263
Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª feiras, das 11h00 às 15h15.
Domingos e feriados das 11h30 às 16h30.

sábado, 3 de setembro de 2011

Costelinhas de porco no forno

Estas costelinhas são bem praticas, tempera e põe no forno se voce tiver com muita pressa!
Faça o acompanhamento com a torta rapida cremosa!



- 1,5kg de costela de porco
- 1 punhado de cheiro verde picado
- sal grosso
- pimenta do reino moida
- 3 dentes de alho ralados
- 1 calice de vinho branco ( opcional )

Misture todos os ingredientes e deixe marinando de 1 dia pro outro.
Como nao tive tempo, temperei e coloquei no forno direto.
Assar em forno 200° por 30 minutos com a carne coberta com papel aluminio e 30 minutos restantes descobrir para dourar.

Leia estes aqui também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget